News

26/07
2005

Paralisação na Receita provoca recuo no saldo comercial

O comércio exterior registrou, na quarta semana de julho, queda na média diária das exportações e aumento nas importações por dia útil. O saldo da balança comercial no período ficou em US$ 343 milhões, abaixo do registrado em semanas anteriores. A comparação, segundo a Secex - Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, é conseqüência da greve dos técnicos da Receita Federal entre os dias 20 e 22. O mês de julho, considerada a quarta semana, está com crescimento de 18,6% na média diária das exportações e aumento de 17,3% nas importações, na comparação com igual período de 2004. O total das exportações neste mês foi de US$ 7,75 bilhões, e as importações chegaram a US$ 4,71 bilhões. O superávit comercial, em julho, é de US$ 3,04 bilhões. Fonte: Valor Econômico - 26/07/05
26/07
2005

Pequena empresa terá linha de crédito para inovação

O governo vai oferecer às pequenas empresas inovadoras o programa Juro Zero. No início de agosto, começam as liberações que têm origem em uma linha de crédito de R$ 100 milhões do FAT - Fundo de Amparo ao Trabalhador, prevista para os próximos 24 meses. Cada operação terá um teto de R$ 900 mil ou um terço do faturamento da tomadora do empréstimo, prevalecendo o menor valor. O anúncio foi feito ontem pelo novo ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende.
25/07
2005

GREVE NA ANVISA

Os Fiscais de Portos, Aeroportos e Fronteiras da Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA, vem através de seu departamento DEVISA / FENASPS e do Comando Nacional de Greve dos Trabalhadores da Seguridade Social, comunicar-lhes que estes trabalhadores se encontram hoje em "Operação Padrão" pelo atendimento de suas reivindicações, sendo que com a intransigência da Secretaria de Rh do Ministério do Planejamento e a retirada, por parte do governo, da proposta que vinha sendo discutida, estes trabalhadores não vêem alternativa a não ser a de aderir ao movimento paredista por tempo indeterminado, em data a ser divulgada.
25/07
2005

OMC inicia a semana sob ameaças de protesto

Praticamente esvaziada em um momento que deveria ser de definições, a OMC - Organização Mundial do Comércio, inicia uma semana que deveria ser crucial para chegar a um acordo sobre como deve ocorrer a liberalização dos mercados em um clima de total incerteza. Os 148 países que formam a entidade que deveria fechar , até o final da semana, um primeiro entendimento sobre as bases para um acordo que seria concluído em dezembro, durante a conferência ministerial da OMC em Hong Kong. Com a Europa e os Estados Unidos evitando flexibilizar suas posições nos debates agrícolas, tudo indica que as maiores movimentações nos próximos dias correrão do lado de fora da sede da OMC, já que ativistas de toda a Europa e mesmo do Brasil prometem protestar contra a entidade.
25/07
2005

Importação de bens de capital cresce e indica volta do investimento

Depois de um primeiro trimestre fraco para o investimento produtivo, os empresários aproveitaram a valorização do real para retomar pequenos projetos e modernizar suas fábricas. No segundo trimestre, o volume importado de bens de capital cresceu 6,2% em relação aos primeiros três meses do ano, em série já livre de influências sazonais. Esse crescimento ocorreu sem deslocamento da produção doméstica, que registrou modesta alta de 0,16% na comparação entre o bimestre abril-maio e a média dos três primeiros meses. Com esse desempenho, o consumo aparente de bens de capital (soma de produção e importações menos exportações), que estava em queda no início do ano, encerrou maio 2,4% acima de abril, pelo critério de média móvel trimestral, com ajuste sazonal. O volume exportado de bens de capital cresceu 40% no acumulado do ano até maio e 24% na comparação dos meses de maio de 2005 e 2004, indicando que ele não acelerou junto com a recuperação da produção, o que indicaria maior atendimento do mercado externo.