News

05/08
2005

Crise política do País não afeta a economia, diz o ministro Furlan

"A atual crise política brasileira não exerce influência no momento econômico do País, que se encontra em situação favorável", declarou o ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, em seminário organizado pela Amcham - Câmara Americana de Comércio, em São Paulo. O ministro Furlan atribuiu a ênfase econômica ao crescimento das exportações, aos investimentos em infraestrutura portos, rodovias, ferrovias e aeroportos e à política de relacionamento internacional do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Tais ações, segundo o Furlan, trouxeram perspectivas positivas ao empresariado, que não se sente prejudicado pela turbulência no plano político. Para ele, o risco-país, atualmente pouco abaixo dos 400 pontos centesimais, seria o foco mais alarmante da política econômica. Este índice afeta a competitividade brasileira, que pode afugentar os investimentos estrangeiros diretos no País, disse.
05/08
2005

Fiesp vai agilizar emissão do certificado de origem

O novo sistema, desenvolvido em seis meses por especialistas da Fiesp, expede o documento com um selo de segurança eletrônica inviolável. Isso significa que a Fiesp e demais entidades por ela credenciadas, como o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) Regional Santos, são avalizadas pelo Governo Federal para emitir o certificado de origem. Em Santos, além do Ciesp, a Associação Comercial de Santos emite o atestado.
04/08
2005

Economia brasileira segue "sem danos", diz Snow

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, John Snow, reiterou ontem a avaliação de que a economia brasileira está lidando com um período de "turbulência política" sem sinais aparentes de dano. "Os spreads dos títulos da dívida estão bastante baixos, o mercado de ações continua com bom desempenho, os empregos continuam a crescer." "Os investidores olham para os fundamentos e para o fato de que os mercados estão respondendo tão bem enquanto estão em meio à turbulência política como um voto de confiança na força da sua economia", disse. Snow fez ontem visita ao porto de Vitória, parte final de sua viagem oficial de quatro dias ao Brasil. Ao longo de sua estada no país, ele foi questionado repetidamente sobre a possibilidade de a turbulência deixar investidores mais relutantes ou ainda de reduzir a capacidade de expansão da economia brasileira.
04/08
2005

Brasil, Índia e países africanos negociam acordo de livre comércio

Líderes do Mercosul deram início nesta semana, no Rio de Janeiro, às negociações que poderão resultar no maior acordo de livre comércio em termos populacionais do planeta: a criação de um bloco envolvendo o Mercosul, a Índia e a Sacu (sigla em inglês da Southern African Customs Union, de cinco países, entre eles a África do Sul. O projeto abrange acesso a mercados para mercadorias e serviços e investimentos.
04/08
2005

Criação da Receita Federal do Brasil

A Secretaria da Receita Federal e a Secretaria da Receita Previdenciária comunicam que a Medida Provisória nº 258, de 21 de julho de 2005, unificou as suas atividades, a partir de 15/08/2005, na RECEITA FEDERAL DO BRASIL. A unificação possibilitará uma mudança significativa no contexto da Administração Tributária e Aduaneira brasileira, centralizando em uma única estrutura administrativa significativa parcela das receitas tributárias do País. A Receita Federal do Brasil foi criada com o propósito de promover um salto qualitativo de gestão e, ao mesmo tempo, proporcionar maior racionalização no cumprimento das obrigações tributárias e previdenciárias por parte dos contribuintes, bem assim o combate mais efetivo à evasão fiscal.