News

16/08
2005

Mercado prevê que Copom vai manter as taxas de juros amanhã

O mercado aposta que o Copom - Comitê de Política Monetária, não vai mexer na taxa de juros em sua reunião que começa hoje e termina amanhã. De acordo com a pesquisa semanal da Focus, em que o Banco Central consulta mais de uma centena de instituições financeiras, a taxa Selic continuará em 19,75% ao ano. Haverá, porém, cortes até o final do ano. A taxa projetada para dezembro é de 18% enquanto a do final de 2006 é de 15,75%.
15/08
2005

Paralisação da Receita Federal vai até dia 22

Os técnicos da Receita Federal decidiram, em assembléia realizada semana passada, estender a paralisação da categoria até o próximo dia 22. Segundo o Sindicato Nacional dos Técnicos da Receita Federal (Sindireceita), a greve vai afetar os plantões de final de semana nas alfândegas dos portos e aeroportos. Os técnicos protestam contra a forma de criação da Super-Receita.
15/08
2005

Balança tem superávit de US$ 840 milhões na segunda semana

A balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 840 milhões na segunda semana de agosto (entre os dias 8 e 14) e, agora, já acumula um saldo positivo de US$ 26,422 bilhões neste ano. Segundo dados divulgados hoje pelo Ministério do Desenvolvimento, na semana passada as exportações somaram US$ 2,448 bilhões e, as importações, US$ 1,608 bilhão. No mês, o superávit acumulado já alcança US$ 1,744 bilhão,
15/08
2005

Receita aumenta seu poder de fogo

De olho no aumento da arrecadação para reduzir o déficit da Previdência, o governo põe hoje para funcionar a Receita Federal do Brasil. É uma megaestrutura que reúne a Secretaria da Receita Federal e a Secretaria da Receita Previdenciária, que recolhe as contribuições para o INSS, e passa a ser responsável pelo recolhimento de todos os tributos federais. A Super-Receita começa a funcionar em meio à greve dos técnicos da Receita e a mobilização da Frente Parlamentar contra a MP - Medida Provisória 258, que criou o órgão. Apesar da resistência, Jorge Rachid diz não temer o risco de a MP ser rejeitada.
12/08
2005

Furlan espera colher frutos de viagem à Nigéria

O ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, espera começar a colher os resultados da recente missão comercial brasileira à Nigéria em setembro, durante visita ao Brasil do presidente nigeriano, Olusegun Obasanjo. Furlan acredita que o Brasil pode receber o sinal verde do nigeriano para implementar os acordos negociados nos últimos dois dias. Um deles é a criação de um mecanismo de garantias aos exportadores brasileiros que queiram vender seus produtos ao país africano.