News

01/08
2005

Receita Federal vai agilizar exportação com cartão azul

A Receita Federal mudará nos próximos meses as regras das aduanas para ampliar o número de informações sobre comércio exterior, e dará ênfase nas exportações. Em troca, oferecerá o "cartão azul", um tipo de salvo-conduto que já existe e que permite a empresa importar e exportar sem perder tempo na alfândega. Despachantes e depositários serão os primeiros alvos das novas regras do fisco. O foco central de interesse da Receita Federal é obter informações. Em troca, oferece para as empresas menos burocracia. "Atualmente 10% dos custos de uma empresa com uma transação comercial internacional é decorrente da burocracia do processo enquanto apenas 4% referem-se ao pagamento de impostos", disse a secretária adjunta da Receita Federal, Clecy Lionço.
01/08
2005

Isenção de PIS e Cofins para novos investimentos deve ser ampliada

A equipe econômica deve ampliar os benefícios da medida provisória (MP) que isenta novos investimentos do pagamento do PIS e da Cofins ? batizada de MP do Bem ? para empresas que exportam menos de 80% da produção. De acordo com o texto original enviado ao Congresso, este era o percentual mínimo exigido. No entanto, o relator da MP, deputado Custódio Mattos (PSDB-MG), que esteve reunido ontem com a equipe do Ministério da Fazenda, disse que a Receita Federal concordou em encontrar uma alternativa. A idéia, segundo ele, é acrescentar um dispositivo que permita às empresas que estão abaixo do teto mínimo fixado anteciparem a compensação dos créditos dos tributos. O prazo hoje chega a até quatro anos. Mattos afirmou que sugeriu um período de seis meses, mas a Receita ficou de fazer simulações e apresentar nova proposta ainda hoje.
01/08
2005

Saldo comercial acumulado no ano atinge US$ 24,678 bilhões

A balança comercial acumula de janeiro a julho superávit de US$ 24,678 bilhões. No período, as exportações somaram US$ 64,738 bilhões e as importações, US$ 40,060 bilhões.
29/07
2005

Técnicos da Alfândega retomam greve na próxima semana

Os cerca de 95 técnicos da Receita Federal que trabalham na Alfândega de Santos, atuando na liberação de cargas do complexo, voltam ao trabalho hoje, após uma greve de três dias. Mas já se preparam para permanecer de braços cruzados na próxima semana, de 2ª a 6ª-feira. Para os exportadores e operadores portuários do setor, a intensificação da greve, que até hoje acontecia de forma alternada, não durando mais que três dias, irá comprometer as operações do cais.
29/07
2005

BC não dá sinais de queda do juro

Apesar de concluir que "vai-se configurando, de maneira mais definida, um cenário benigno para a evolução da inflação" nos próximos meses, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central ainda não deu sinais de que chegou a hora de iniciar a esperada redução das taxas de juros. É o que mostra a ata da reunião da semana passada, quando o Copom decidiu manter a taxa básica de juros (Selic) nos 19,75% ao ano que estão em vigor desde maio. Segundo o Copom, o momento é de consolidar as condições favoráveis para a queda da inflação.