News

10/05
2005

Superávit já supera igual período de 2004 em 50%

As exportações feitas na primeira semana de maio registraram redução comparadas com os resultados de abril. Após atingir o recorde de US$ 460,1 milhões na média diária no último mês, as exportações obtiveram média diária de US$ 439,2 milhões na primeira semana de maio, queda de 4,5%. O motivo foi o recuo nos embarques de produtos básicos, principalmente de soja em grão.
10/05
2005

Estados criam soluções próprias para evitar que exportador acumule ICMS

Enquanto o governo federal e os secretários de Fazenda discutem, em Brasília, como ficará o novo modelo do ICMS, nas exportações, Estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo estão adotando soluções domésticas para evitar que os exportadores acumulem créditos do imposto. São Paulo acaba de lançar um regime especial que garante a exportadores suspensão de ICMS na importação de insumos e também o diferimento do imposto na compra de matérias-primas dentro do próprio Estado. Com o benefício, a empresa exportadora não paga o imposto nem na compra do insumo, nem na venda ao exterior, já que atualmente as exportações estão livres do ICMS. O acúmulo de ICMS pelos exportadores decorre justamente dos créditos originados com o pagamento do imposto na aquisição de insumos.
10/05
2005

Manufaturados emitem sinal de alerta

O ritmo de crescimento das exportações de manufaturados dá os primeiros sinais de perda de fôlego. Economistas atribuem o fenômeno à alta do real ante o dólar e à desaceleração da economia mundial e acreditam que o segundo trimestre será um período de transição, pois o impacto negativo para as vendas externas ocorrerá na segunda metade do ano.
09/05
2005

Superávit comercial acumulado no ano soma US$ 12,922 bilhões

A balança comercial acumula no ano, até o dia 8 de maio, superávit de US$ 12,922 bilhões. No período, as exportações somam US$ 35,849 bilhões e as importações, US$ 22,927 bilhões. Na primeira semana de maio, o saldo foi positivo em US$ 728 milhões.
09/05
2005

Levy se encontrará com investidores em Londres

A viagem do secretário do Tesouro, Joaquim Levy, a Londres na próxima semana está gerando expectativas de que ele possa oferecer mais detalhes sobre as mudanças planejadas pelo governo que permitirão um maior acesso dos investidores estrangeiros aos mercados domésticos. O governo já anunciou que pretende divulgar essas medidas até a metade deste ano. Ele participará de uma série de eventos na capital britânica.