Notícias

13/09
2018

ANVISA, prazo de análise de licença de importação

Infelizmente, diferente do que todos nós esperávamos, a ANVISA mais uma vez está aumentando o prazo de análise das LIs, cujo a média já chega a 30 dias corridos após a conclusão do peticionamento eletrônico. Prazo este, quatro vezes maior do que o prazo médio de 07 dias que foi previsto pelo próprio órgão anuente. Abaixo, uma média de tempo de análise por PAF, com base na data do protocolo: PAFPS: Analisando hoje as LIs com protocolo datado em 14/08 (prazo de 30 dias) PAFAL: Analisando hoje as LIs com protocolo datado em 14/08 (prazo de 30 dias) PAFME: Analisando hoje as LIs com protocolo datado entre 06 e 10/09 (média de 04 dias) PAFCO: Analisando hoje as LIs com protocolo datado em 17/08 (prazo de 26 dias) Abaixo, a descrição das siglas de cada PAF: (PAFPS) Posto de Vigilância Sanitária de Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados em Produtos para Saúde (PAFME) Posto de Vigilância Sanitária de Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados em Medicamentos (PAFAL) Posto de Vigilância Sanitária de Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados em Alimentos (PAFCO) Posto de Vigilância Sanitária de Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados em Cosméticos, Saneantes, Higiene e Outros

< Voltar
Outras Notícias
25/09
2018

Greve dos Auditores Fiscais da Receita Federal

A situação da greve dos Auditores Fiscais da Receita Federal continua sem alteração e sem previsão de acabar. Os fiscais fazem atendimentos em dias alternados, na maioria das alfândegas os atendimentos estão sendo feitos as segundas e sextas-feiras. Nossa sugestão nesse período de greve, é a remoção das cargas para desembaraço na zona secundária, cujo a distribuição da DI e a conferencia física são mais rápidas. Ficamos a disposição para maiores esclarecimentos.
25/09
2018

Exportação dos Cafés do Brasil atinge volume de 20,5 milhões de sacas nos oito primeiros meses de 2018.

As exportações dos Cafés do Brasil atingiram um volume equivalente a 20,5 milhões de sacas de 60kg no período de janeiro a agosto de 2018, número que representa um crescimento de 4,5%, se comparado com o mesmo período da safra passada. Entretanto, a despeito desse crescimento no volume de sacas, a receita cambial obtida com essas exportações, que foi de US$ 3,1 bilhões, apresenta uma queda de 7,5%, na comparação com a anterior nos mesmos oito meses. Veja na Integra: https://bit.ly/2Nj5Q0Q