News

17/02
2006

Depois de 6 anos, saldo ameaça cair

A balança comercial de fevereiro poderá trazer uma má notícia. Dados preliminares apontam que o saldo acumulado nos últimos 12 meses (março de 2005 a fevereiro de 2006) registrará uma queda, em comparação com os 12 meses imediatamente anteriores (fevereiro de 2005 a janeiro de 2006). Se confirmada essa estimativa, será interrompida uma série de altas sucessivas no saldo comercial que vem pelo menos desde o ano 2000. Será, também, primeira evidência mais clara de perda de fôlego do comércio exterior brasileiro. O risco de queda no saldo comercial foi discutida ontem numa reunião do ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, com o diretor de Relações Internacionais e Comércio Exterior da Fiesp - Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Roberto Giannetti da Fonseca. "Nos preocupa muito o risco de a exportação perder o dinamismo", comentou Giannetti. "Sinto que com esse câmbio o setor exportador não vai crescer este ano." A solução para conter a queda do dólar seria reduzir a taxa de juros de forma mais agressiva. "Mas isso, só vendo para crer." Como alternativa, a Fiesp apresentou propostas para modernizar a legislação do câmbio, que foram transformadas em um projeto de lei que tramita no Senado. Mas é uma solução de longo prazo, reconhece.

< Back
Other News